sábado, 25 de novembro de 2017

1ª REUNIÃO DA CONFRARIA DO ESCRITOR


Aconteceu hoje a primeira reunião da Confraria do Escritor da cidade de Barbalha. Presentes o professor Antonio de Luna, o jornalista Josélio Araújo, o escritor e poeta Francisco Temóteo e o cantor e compositor Francisco Demontiêr (Panticola). Na ocasião foram debatidos vários assuntos, dentre eles o lançamento de um Cordel no próximo mês de dezembro e um informativo que circulará periodicamente levando informações, curiosidades e novidades do mundo da literatura.

A semente foi plantada, aguardemos os bons frutos que com certeza brotarão.

A Confraria conta com o apoio da Sociedade Artística e Cultural Engenho Velho e, amigos.

Salve! Salve!

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

CONFRARIA DO ESCRITOR REALIZARÁ PRIMEIRA REUNIÃO



A Confraria do Escritor da cidade de Barbalha realiza amanhã primeira reunião com a finalidade de aproximar os escritores e escritoras e, gerar um agradável debate sobre literatura e outros assuntos de interesse da categoria.

Estão sendo convidados, homens e mulheres, escritores, declamadores, poetas, repentistas, compositores, jornalistas e apaixonados pela literatura.

Sábado, 25/11/2017, 09 horas na Central da Pizza no Antigo Calçadão de Barbalha.


Mais uma ação da Sociedade Artística e Cultural Engenho Velho.

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Seminário debate salvaguarda do patrimônio imaterial brasileiro


O Brasil tem 41 bens registrados que representam a singularidade e a diversidade das manifestações culturais do povo brasileiro, sendo cinco deles reconhecidos como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Esse resultado é consequência dos avanços da Política de Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial, que teve como marco à Carta de Fortaleza, elaborada há 20 anos em seminário realizado na capital cearense. 

Para revisitar a trajetória da elaboração e os caminhos da implementação, bem como os avanços e futuro dessa Política, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), instituição vinculada ao Ministério da Cultura (MinC), promove, de 8 a 11 de novembro, o II Seminário de Fortaleza - Desafios para o Fortalecimento da Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil. 

O evento será aberto no Theatro José de Alencar com a conferência Magna de Laurent Levi-Strauss. O francês, membro do Conselho da Europa Nostra, maior ONG europeia para a salvaguarda do Patrimônio Cultural em 43 países, lembra que, quando a Carta de Fortaleza foi produzida, o Brasil estava bastante avançado em relação à maior parte da comunidade internacional. "Seis anos depois, em 2003, a Unesco publicou a Convenção para a Salvaguarda, que alcançou, desde sua consolidação, um rápido e impressionante sucesso. Ela abriu caminho para uma concepção de patrimônio cultural mais completa e ampla", disse.

No contexto desse seminário, também ocorrerá a reunião do Centro Regional para Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial da América Latina (Crespial), da Unesco, com representantes de 15 países. "O Brasil se destaca no cenário mundial pela sua atuação na salvaguarda dos bens culturais imateriais. O Iphan é uma das mais longevas instituições do país e a primeira da América Latina a se dedicar à preservação do Patrimônio Cultural", ressalta a presidente do Instituto, Kátia Bogéa.  

O Seminário terá sequência com programação no Cineteatro São Luiz, com mesas redondas, debates e palestras com renomados especialistas na área do Patrimônio Imaterial. Entre eles estão alguns dos membros que organizaram o primeiro Seminário realizado há 20 anos e que participaram da elaboração da proposta técnica que resultou no atual Decreto que institui a Política de Salvaguarda. 

"É muito oportuno, 20 anos depois, o Iphan realizar um novo encontro para debater a Carta de Fortaleza. Cabe agora debatermos e pensarmos nos novos desafios em torno do patrimônio imaterial no Brasil", afirma o secretário da Cultura do Estado do Ceará, Fabiano dos Santos Piúba. 

Só no Ceará, são quatro bens reconhecidos como Patrimônio Cultural em âmbito federal: o Ofício dos Mestres de Capoeira e a Roda de Capoeira, em 2008; o Teatro de Bonecos Popular do Nordeste e a Festa do Pau de Santo Antônio de Barbalha, ambos em 2015.  


Organizado pelo Departamento do Patrimônio Imaterial do Iphan, o II Seminário conta com a parceria da Unesco, do Crespial, do governo do Estado, além das prefeituras e secretarias de culturas do Ceará, de Fortaleza, de Aracati e do Crato.

Serviço: 
II Seminário de Fortaleza 
Abertura: 08/11/2017
Conferência Magna do Laurent Levi-Strauss
Horário: 18h30 
Local: Theatro José de Alencar 

Palestras: 09 a 11/11/2017
Horários: de 8h as 18h
Local: Cineteatro São Luiz

Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan)
Ministério da Cultura (MinC)

terça-feira, 19 de setembro de 2017

ONG ENGENHO VELHO REALIZA FESTA DE SÃO JOSÉ DO SÍTIO FARIAS






A Sociedade Artística e Cultural Engenho Velho desenvolveu entre os dias 11 e 18 de setembro de 2017 a Festa de São José do Sítio Farias, no pé de serra do Distrito de Arajara na cidade de Barbalha, com uma pluralidade muito grande de atrações culturais oferecida as pessoas menos favorecidas. “Foram 07 (sete) dias onde buscamos resgatar, em conjunto com a comunidade, a renovação do sentimento de pertencimento comunitário, trazendo de volta as famílias e as manifestações populares que deixaram de participar das festas populares de padroeiros da zona Rural do nosso município, por conta de uma cultura de massa que nada tem a ver com os nossos costumes e tradições. Com isto valorizamos os nossos Mestres, contribuímos com a salvaguarda das nossas manifestações populares e, asseguramos realmente as participações dos grupos do riquíssimo folclore barbalhense e da região do Cariri na nossa festa, promovendo cidadania e um grande encontro com troca de conhecimentos”, disse o Presidente da ONG Engenho Velho e Produtor da festa, Francisco Demontiêr dos Santos Vieira (Panticola).

A Festa contou com o apoio imprescindível da Casa Civil do Governo do Estado do Ceará, através do Edital de Chamamento Público 01/2017.

























sábado, 5 de agosto de 2017

ARTEBALHA É REMEMORADO COM LANÇAMENTO DE CD DE POESIAS DO POETA WILSON VIEIRA



Na última sexta feira, 04/07/2017, a Sociedade Artística e Cultural Engenho Velho realizou, em parceria com a Sociedade dos Poetas de Barbalha, Central da Pizza e a Secretaria de Cultura de Barbalha, na Praça Filgueira Sampaio, o lançamento do CD de poesias “O Poeta e as Vozes da Terra” do poeta barbalhense Wilson Vieira, um remix dos anos 80 com 34 faixas declamadas por seus amigos, gente da terra.

O evento serviu também para reviver o Movimento Artebalha, realizado há 30 anos e que foi um marco na cultura barbalhense. O Artebalha foi um movimento que tinha como integrantes jovens sonhadores e amantes da cultura da terra de Santo Antonio. Na década de oitenta vivíamos ainda, por aqui, a ditadura militar e, o movimento sofreu uma perseguição muito grande por parte dos militares e alguns políticos, chegando ao ponto de ser acabado a base de muita violência. 

Ontem aqueles jovens daquela década, relembraram o momento para que o mesmo não caia no esquecimento. Muita música e declamações de poesias encantaram as pessoas que compareceram ao evento.

Salve a nossa cultura e a nossa memória!




























quinta-feira, 20 de julho de 2017

“1ª FEIRA DA AGRICULTURA FAMILIAR DE BARBALHA”. PROGRAMAÇÃO


Teve início hoje com a Palestra sobre meio ambiente e a Oficina de doces caseiros a 1º Feira de Agricultura Familiar de Barbalha, um evento que tem a finalidade de contribuir com a agricultura familiar do município, uma cidade que vem passando por uma turbulência muito grande na agricultura, após ter sofrido com o fechamento de 95% dos seus engenhos e a Usina de cana de açúcar, onde a monocultura desapareceu quase que por completo, tendo os nossos agricultores que migrarem para outros tipos de agriculturas.

A Sociedade Artística e Cultural Engenho Velho, em parceria com a Casa Civil do Governo do Estado do Ceará, realizam este evento oferecendo toda estrutura necessária na perspectiva de contribuir para aprimorar as relações interpessoais, solidariedade, respeito à natureza, promoção da dignidade e valorização do trabalho humano, servindo também como estratégia de enfrentamento da exclusão social através do estimulo a práticas empreendedoras, concedendo um espaço para promoção, divulgação e comercialização dos produtos da agricultura familiar.

A “1ª Feira de Agricultura Familiar de Barbalha” tem como objetivo o fomento às práticas sustentáveis promovendo o realinhamento e o fortalecimento do desenvolvimento local e regional, contribuindo com o processo de construção desta cadeia produtiva.
As atividades, buscando o fortalecimento da agricultura familiar, terão duração de três dias: 20, 21 e 22 de julho de 2017 na Praça Filgueira Sampaio, centro da cidade de Barbalha.

Realização: Sociedade Artística e Cultural Engenho Velho
Apoio: Casa Civil do Governo do Estado do Ceará
Produção: Panticola